Bombeiros encontram restos mortais que podem ser de turista espanhol

Foto: Divulgação

Depois que uma mochila com pertences de Hugo Ferrara Tormo, 27 anos, foi achada por um guia turístico próximo a Cachoeira da Fumaça, na Chapada Diamantina, o 11º Grupamento de Bombeiros Militares retomou as buscas no local.

A procura resultou na localização de restos mortais que podem ser do espanhol que está desaparecido desde dezembro de 2015. A família do rapaz prestou queixa do desaparecimento na Delegacia de Seabra e desde então a polícia procura pelo turista, sem vestígios.

Os bombeiros tiveram como pistas, as informações das trilhas de Hugo contidas na mochila. Em um diário, ele contava o trajeto feito nas trilhas durante sua viagem. “Ele relata no caderno que havia sofrido um acidente que o deixou bastante debilitado”, afirma o delegado Rafael Almeida de Oliveira, titular da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Seabra. Na bolsa ainda havia documentos de Hugo.

As equipes retomaram buscas na terça-feira e acabaram achando uma ossada. “Foram percorridos vales, cânions, cachoeiras e leitos dos principais rios de região que levassem a indícios que apontassem à localização do jovem”, explica o major bombeiro Jean Vianey, subcomandante da unidade.

Um exame de DNA vai comprovar se realmente se trata de Hugo Tormo. De acordo com informações do Jornal Correio*, os restos mortais seguirão para o Departamento de Polícia Técnica de Irecê e o material genético será comparado ao cedido pela mãe do espanhol.


Comentários

Deixar uma Resposta