Coletivos de arte fazem releitura de obra de Jorge Amado

RTEmagicC_HaveDream.jpg

Durante quatro tardes de domingo dos meses de janeiro e fevereiro, dois coletivos de arte de Salvador farão uma releitura da obra de Jorge Amado em quatro bairros periféricos da cidade. O projeto, intitulado  “I have a dream: dos capitães da areia aos jovens em situação de rua”, envolve poesia, literatura e performances. Todas as modalidades artísticas buscam um diálogo entre a obra “Capitães da Areia” e a realidade das ruas da capital baiana.

As atividades serão conduzidas por arte-educadores, profissionais de saúde e assistentes sociais nas ruas do Pelourinho, Aquidabã, na Praça das Mãos, Fazenda Grande do Retiro, e finalizam no Espaço Cultural Porto dos Livros, no Porto da Barra. A programação de atividades do projeto tem como objetivo abrir espaço para o protagonismo dos jovens em situação de rua, bem como dedicar um momento às oficinas de criação e experimentação literária com eles.

“I have a dream…” é promovido pelo coletivo Arte Marginal Salvador e pelo grupo de arte popular A Pombagem e foi contemplado pelo edital Arte em Toda Parte da Fundação Gregório de Matos.

O grupo de teatro de rua A Pombagem realizará, nas quatro datas do projeto, leituras dramáticas e apresentação do espetáculo intitulado “Pedro Bala Entre a Pedra e a Bala”, com texto e direção de Fabricio Britto. O espetáculo apresenta uma versão atual de uma das personagens mais marcantes da obra de Jorge Amado “capitães de Areia”, o Pedro Bala.

PROGRAMAÇÃO


Comentários

Deixar uma Resposta